Descobrindo Charlotte Mason
Descobrindo Charlotte Mason
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
VOLTAR

Semear e Colher

Semear e Colher
Mariana Dias Roque Moraes Da Silva
fev. 14 - 3 min de leitura
030
"Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria. Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos." Salmos 126.5,6. 


Em 2022, todas nós desta Coop certamente fomos tomadas por ideias vivas que lemos ou ouvimos alguém falar. Essa semente plantada em nossos corações nos despertou para um tempo de também semear em nosso lar ideias, hábitos, princípios. Começamos nossa jornada podando o que não era bom em nossa casa (ajustando nossa atmosfera). Assim fizemos, muitas vezes, chorando, pensando, talvez, ainda haver muito o que fazer.


Mas prosseguimos (porque o importante é não desistir). Tomamos, então, coragem, e entendemos ser o momento de aplicar o que aprendemos, e iniciamos, assim, a longa jornada da trilha dos bons hábitos. Começa em nós, e dói, nos tira do conforto, e choramos mais uma vez. Mas somos, por outro lado, fortalecidas para, com tato, vigilância e constância, conduzirmos nossos filhos a também terem bons hábitos. Então dói mais uma vez, pois queremos que nossos maridos caminhem no mesmo ritmo, então, Deus nos apresenta duas opções: ganhar pela força lutando com eles, ou chorar aos pés de Cristo nos dando ao trabalho de apenas inspira-los.


Assim, optando pela submissão, avançamos mais um pouco e prosseguimos no trilho dos hábitos (que não acaba). Vencemos uns dias, somos derrotadas em outros. Um dia, perdemos o tato, e choramos arrependidas. Outro dia, a constância, e vem a ira contra nós mesmas. A vigilância, muitas vezes, deixamos passar. Mas nos lembramos de que não podemos desistir porque nossos filhos precisam de nós. E prosseguimos.


Passamos, então, a conseguir lançar mais ideias vivas em nosso dia a dia. Ficamos muito felizes, mas, junto a isso, vem trabalho. Lemos, ouvimos lives, fazemos cursos, compramos livros, montamos, buscamos ou compramos currículos. Esse processo nos cansa, nos gera ansiedade, e algumas de nós, quem sabe todas, pensam em desistir. Mas nos lembramos de que não podemos, de que não devemos. Logo, chegamos a conclusão de que, para continuar o caminho, não podemos contar com nossas forças (tão limitadas), mas com a graça de Deus, que se aperfeiçoa em nossa fraqueza.


Assim, seguimos um dia após o outro com a convicção de que, através de Deus, podemos, sim, fazer maravilhas. Vamos colecionando pequenas vitórias em nosso dia a dia que nos impulsionam a permanecermos em nosso propósito, sabendo que Aquele que começou a boa obra em nós (e em nossa família) tem poder para completa-la. 


Querida mãe cooperadora, lhe  desejamos um 2023 repleto da graça e bondade de Deus, do poder interminável de nosso criador e do vigor necessário a que você continue operando maravilhas! 


Texto escrito, no Ano Novo (2023), para a Coop Semear e Colher RJ. 


Denunciar publicação
    030

    Indicados para você