Descobrindo Charlotte Mason
Descobrindo Charlotte Mason
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários

Livrando-se das ervas daninhas e cultivando as flores

Livrando-se das ervas daninhas e cultivando as flores
Emanuelly Medeiros
abr. 19 - 2 min de leitura
010

Narração baseada no Capítulo IX- A cultura do caráter- O tratamento de defeitos (Livro Pais e Filhos)
Neste capítulo, Charlotte é bastante prática ao nos trazer uma ferramenta pela qual podemos tratar os defeitos morais dos nossos filhos. Esta ferramenta é o hábito. 
Humildemente, como alguém que não teve filhos, ela fala que muitos pais afetuosos criam filhos tolos. E isso acontece porque o amor materno não é suficiente na educação dos filhos.
Precisamos de um Amor Pensante. Nas palavras de Mason: "Um pouco de pensamento meticuloso e um esforço inicial, e tudo se tornará mais fácil". 
Sabendo que a mente de nossos filhos é um solo fértil sob o qual temos o poder de semear, ao identificarmos alguma má tendência ou mau hábito instalado, nosso papel é arrancar as ervas daninhas e cultivar as flores. 
E isso fazemos substituindo o mau hábito pelo bom hábito oposto. Se trabalharmos nisso diligentemente, Charlotte fala que, em 1 mês, teremos curado a criança do mau costume. É que, nessa troca inteligente, os trilhos de pensamentos antigos vão caindo em desuso e, em seu lugar, novos trilhos de pensamentos nobres vão ganhando espaço e se fortalecendo na própria substância cinzenta do cérebro. Ou seja, nossos esforços educacionais deixam um registro material no cérebro das crianças e esse é o segredo, a chave para a Educação.
Simultaneamente trabalhamos também na educação da vontade, na instrução da consciência e nas oportunidades para desenvolvimento espiritual, porém, enquanto a vontade da criança é fraca e sua consciência é imatura, até que ela cresça o suficiente para controlar sozinha seus impulsos, os hábitos são os principais aliados das mães para o progresso de seus filhos. 


Denunciar publicação
    010

    Indicados para você