Descobrindo Charlotte Mason
Descobrindo Charlotte Mason
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários

É possível um afterschool CM?

É possível um afterschool CM?
Emanuelly Medeiros
set. 29 - 3 min de leitura
050

Você já parou para pensar no que seria o afterschool?

Bem, eu tenho pensado nisso... E comecei me perguntando: O que o afterscholl não é?

Eu diria que o afterschool não é um mero reforço escolar. Isso porque não se trata apenas de cobrir lacunas deixadas pela escola, ou de revisar informações lá fornecidas. Como diz Charlotte Mason, a mãe é o primeiro agente na educação da criança. Dessa forma, nós somos (ou deveríamos ser) sempre as protagonistas na educação. E se a escola entra nesse processo, é como uma rede de apoio. Por esse motivo é que, na verdade, não gosto do termo "afterschool" e prefiro "homeschool parcial".

Proponho até mesmo um novo termo, que melhor caracteriza a ideia: "before school", uma vez que a escola complementaria a educação domiciliar. Então, vamos lá.... o que seria o "Before school" (BC)? BC é não esperar que a escola exerça um papel que é todo seu! É ser protagonista e não coadjuvante na educação dos nossos filhos, e isso não depende de circunstâncias. É aprender junto com eles e também maravilhar-se com eles nessa caminhada, porque cada um de nós, mães e pais, ainda temos uma criança dentro de nós, sedentas por aprender.

Infelizmente, contudo, temos a tendência de enxergar os obstáculos e passamos a acreditar que não temos tempo para isso ou então que não somos capazes, porque nós mesmas não tivemos uma boa educação. Mas quando eu digo "não tenho tempo", minha amiga Charlotte Mason me diz: "As mães operam maravilhas quando maravilhas lhe são exigidas". E quando eu digo "não sou capaz", ela fala: "A mãe é capacitada pelo próprio Criador e tudo que ela precisa é de um Amor Pensante"!

Não desanimemos então... há muito o que podemos e devemos fazer: cuidar da atmosfera do lar; inspirar nossos filhos; treiná-los em bons hábitos; assumir a curadoria das ideias que entram na nossa casa; estar atentos aos talentos e cultivá-los; fornecer um banquete rico e variado de ideias vivas, que podem ser encontradas em livros, na natureza, na boa música e na verdadeira arte; cultivar momentos de leitura em voz alta...

Mas em tudo devemos estar atentos à finalidade desta educação. O que queremos para nossos filhos? Onde queremos que eles (e nós mesmos) cheguemos? Eu diria que uma boa meta seria que eles pudessem usar seus talentos e aptidões para servir ao próximo e conhecer a Deus; deleitar-se na vida que Ele tem para nós. Porque Ele falou: "Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância"...


Denunciar publicação
    050

    Indicados para você