Descobrindo Charlotte Mason
Descobrindo Charlotte Mason
Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
loading
Recursos EscolaresVOLTAR

# 50 - Lições de Estudo do Artista e Compositor na prática - PARTE 2

# 50 - Lições de Estudo do Artista e Compositor na prática - PARTE 2
Descobrindo Charlotte Mason
abr. 6 - 7 min de leitura
000

 

Você sabe como são as lições de estudo do artista na prática no método de Charlotte Mason? 

“Grandes artistas, sejam eles poetas ou pintores, arquitetos ou músicos, têm o poder de expressar e mostrar para o resto de nós uma parte, de alguma forma, das maravilhosas visões que a Imaginação lhes revelou. Mas a razão pela qual gostamos de suas obras, poemas ou contos é porque a Imaginação faz o mesmo tipo de coisa para todos nós, ainda que em menor grau. Todos temos obras e poemas feitos para nós nas cortinas internas de nossas mentes.” (Nossos Corpos, Nossas Almas Charlotte Mason)

"O treinamento artístico das crianças deve proceder em duas linhas. A criança de seis anos deve começar tanto a se expressar quanto a apreciar, e sua apreciação deve ser bem anterior ao seu poder de expressar o que vê ou imagina. Portanto, é lamentável que a apreciação das crianças seja exercida apenas sobre as litografias coloridas de seus livros ilustrados ou do 'número natalino'." (Educação no Lar, Charlotte Mason)

Você já pensou na importância da lição de estudo do artista proposta por Mason? Venha refletir conosco e aprender como essas lições funcionam na prática! Neste episódio vamos falar sobre o estudo do artista e a importância das obras de arte em nosso lar.

 

Recursos, links, livros, e citações mencionados neste episódio:

Documentários da Brasil Paralelo: A Primeira Arte O Fim da Beleza

Estudo do artista: dicas para ajudar e inspirar

Instagram da Lessa

Instagram da Lyvia Helena

Livros com pinturas dos artistas editora Taschen

#46 - Como e por que ensinar história no método de Charlotte Mason?  Uma introdução à Lição de História

#47 - Lição de História na prática, como organizar os períodos históricos do seu homeschool?

                    Exemplo de como a Mari expõe as obras estudas na casa dela.

Exemplo do passo a passo da lição do estudo do artista retirada do livro Educação no Lar

Conversação Sobre Obras de Arte 

 Objetivos

1. Continuar com a série de obras de arte de Landseer, que as crianças estão aprendendo na escola. 

2. Aumentar seu interesse pelas obras de Landseer. 

3. Mostrar a importância da familiaridade que ele tinha com os animais. 

4. Ajudá-los a ler verdadeiramente uma obra de arte. 

5. Aumentar seus poderes de atenção e observação. 

Passo I ― Pergunte às crianças se elas se lembram sobre o que foi a última obra de arte que observaram, e qual artista foi famoso por suas pinturas de animais. Diga-lhes que Landseer começou a se familiarizar com animais ainda muito jovem: ele teve cachorros como animais de estimação e os estudou e os seus hábitos por causa de seu amor por eles ― desta forma tornou-se hábil em pintá-los. 

Passo II ― Dê-lhes a obra “Alexandre e Diógenes” para observarem, e peça-lhes para descobrirem por si mesmos tudo o que puderem sobre a obra, e pensarem sobre a ideia que o artista tinha em mente, e a ideia ou as ideias que ele desejava que sua obra nos transmitisse. 

Passo III ― Depois de três ou quatro minutos, retire a imagem e verifique o que as crianças observaram. Em seguida, pergunte-lhes o que os diferentes cachorros lhes sugerem; a força do mastim representando Alexandre; a dignidade e a grandeza dos bloodhounds em sua retaguarda, o olhar do sábio conselheiro para o cão de caça, o olhar um tanto desdenhoso do terrier de pêlo desgrenhado no barril. Pergunte às crianças se elas observaram alguma coisa na foto que indique a hora do dia: por exemplo, as ferramentas jogadas ao lado da cesta do trabalhador, sugerindo a hora do almoço, e o sol brilhante nos cães que projetam uma sombra no barril, revelando que deve estar em algum lugar perto do meio-dia. 

Passo IV ― Deixe que leiam o título, e contem qualquer fato que conheçam sobre Alexandre e Diógenes; depois diga-lhes que Alexandre foi um grande conquistador que viveu em 356-323 a.C., famoso pelas batalhas que venceu contra a Pérsia, a Índia e ao longo da costa do Mediterrâneo. Ele era muito orgulhoso, forte e arrogante. Diógenes era um filósofo cínico. Explique o significado de cínico, ilustrando-o por meio da lenda de Alexandre e Diógenes; e a partir disso deixe que descubram qual cão representa Alexandre e qual representa Diógenes. 

Passo V ― Faça com que as crianças desenhem os contornos principais da obra, em cinco minutos, com lápis e papel.


 

Foi feita uma grande promessa ao mundo - que seus professores não serão mais removidos. Há sempre aqueles presentes conosco que Deus sussurra ao ouvido, através dos quais Ele envia uma mensagem direta aos demais. Entre esses mensageiros estão os grandes pintores que interpretam para nós alguns dos significados da vida. Ler suas mensagens com direito é uma coisa que nos é devida. Mas isto, como outros bons presentes, não vem por natureza. É a recompensa do estudo humilde e paciente. (Nossos Corpos, Nossas Almas. Volume 4 da série Educação no Lar.)

 

Quando as crianças começam com suas lições regulares (ou seja, logo que completam seis anos), esse tipo de estudo de obras de arte não deveria ser deixado ao acaso, mas elas deveriam conhecer um novo artista a cada período letivo, e estudar calmamente uma meia dúzia de reproduções de suas obras no decorrer deste período. (Educação no Lar, Volume 1 da série Educação no Lar)

 

Não podemos medir a influência que um ou outro artista exerce sobre o senso de beleza da criança, sobre seu poder de enxergar, tal como em uma obra de arte, as cenas comuns da vida; ao realmente parar para observar ainda que uma única obra de arte, ela está sendo mais enriquecida do que podemos compreender. (Educação no Lar, Volume 1 da série Educação no Lar)

 

Nos Níveis V. e VI., um estudo mais organizado é iniciado com a ajuda de livros sobre a história e o desenvolvimento da arte. Os jovens podem ler para si mesmos uma seção sobre um determinado assunto; depois, na aula, após a narração da passagem que foi lida, podemos tomar um dos principais pintores. Eles estudam várias reproduções de suas obras e depois, escolhendo aquela que prefere, cada um deles estuda por alguns minutos, depois narrando-a por escrito ou desenhando. Mais tarde, poderá ser escrito um ensaio sobre a escola particular de pintura com descrições de alguns dos quadros". (PR 42, pp. 443-444)

 

 

Participe do grupo Recursos Escolares e receba novidades todas as semanas.


Denunciar publicação
    000

    Indicados para você